Faz de conta que foi do calor

Fonte: Faz de conta que foi do calorAo cuidado dos portugueses de bem !

Anúncios

Sobre o Estado da Nação

SE os meios de comunicação tradicionais e tendenciosos não publicam,há quem o faça e divulgue…

A Estátua de Sal

(Por Estátua de Sal, 12/07/2017)

debate-quinzenal-08jun17-020_770x433_acf_cropped

Depois de assistir, atentamente ao debate do Estado da Nação, fiquei com a ideia que não houve debate e que o Estado da Nação não foi discutido, e esta é a pergunta que urge fazer: para que servem os deputados da Nação? Eu explico.

  1. Discutiu-se o que fazer no emprego, na produção, no investimento, na economia e a forma de tudo isso melhorar? Não.
  2. Discutiu-se como aumentar a qualidade dos serviços públicos e a necessidade das pessoas a eles acederem e terem uma resposta à altura? Não.
  3. Discutiram-se as dificuldades da vida das pessoas que todos os dias lutam com afã para sobreviver? Não.
  4. Discutiu-se a angústia dos velhos e o desencanto dos mais novos que perdem todos os dias a esperança por não terem presente e não vislumbrarem futuro? Não.

Então, mas afinal o que é que se discutiu, e o que é que…

Ver o post original 786 mais palavras

Renegar

Idealmente ,todos nascemos iguais em direitos;sim á nascença talvez,embora dependendo daquilo que nos rodeia e condiciona…Quando se atinge a idade adulta,teòricamente,podemos traçar o nosso destino. Acontece que afinal não é tanto assim,pois dependemos sempre daqueles que nos rodeiam,das estruturas criadas,da evolução dos tempos e duma sociedade mais ou menos equilibrada…Como podem os valores dum sírio,que apreende um mundo sempre em conflito serem semelhantes aos de alguém que não conhece o ódio da guerra,a luta diária pela vida e pelo que há de mais essencial? ….Noutro prisma,as sociedades gestoras de capitais que nada conhecem a não ser o dinheiro fácil,subvertem todos os valores com o fim único de produzir riqueza que utilizam para o seu próprio bem estar,sem respeitar nem dignidade nem vidas humanas..A política deveria servir para encontrar soluções para as pessoas como um todo e nunca para elites que se degladiam pela maior fatia do bolo,que preferem guardar, obrigando a trabalhar a esmagadora maioria,utilizando e pervertendo o sistema,em proveito próprio…É infelizmente isso que se vive em Portugal;até quando?